Informações do Post - - Andrea Rosevell - - 26 de fevereiro de 2018 | - 8:59 - - Home » - - Sem Comentários

ESCÂNDALO DOS COMBUSTÍVEIS NA PM: Preso preventivamente, sargento Robertson pode fazer delação

Está preso no PRESMIL – Presídio Militar – o sargento Robertson, por envolvimento no ESCÂNDALO DOS COMBUSTÍVEIS NA PM.

Ele foi preso preventivamente.

Delação premiada

O nome do sargento aparece no processo como único envolvido nos desvios dos combustíveis, mas, segundo o coronel Bené Gravatá, em ENTREVISTA EXCLUSIVA a Gilmar Carvalho, Robertson não agiu sozinho.

A advogada de Robertson, também em entrevista a Gilmar Carvalho, com o sargento ainda em liberdade, chegou a cogitar a possibilidade dele fazer delação premiada.

Assembleia Legislativa

Na Alese, o deputado estadual Gilmar Carvalho (sem partido), que tem feito as mais duras críticas às investigações feitas na PM e as mais rigorosas cobranças, apresentou esta semana requerimento propondo a convocação do sargento Robertson e do coronel Gravatá para prestarem esclarecimentos em plenário.

Posição do deputado Gilmar Carvalho

“É preciso preservar a imagem da honrada Polícia Militar de Sergipe.

Se o sargento Robertson participou do crime, nunca acreditei, e continuo sem acreditar, que tenha feito sozinho, sem esquecer que é necessário respeitar o princípio da inocência.

O que o coronel Bené Gavaté disse é extremamente grave, e a prisão do sargento talvez seja o primeiro passo para que o povo sergipano conheça a verdade.

O mandato que o povo generosamente me concedeu está à disposição do sargento.

Confio plenamente nas investigações que foram feitas pela Polícia Civil e no trabalho que está sendo realizado pelo promotor de Justiça João Rodrigues”.

por NE Notícias, da redação

Deixe uma resposta