Informações do Post - - Andrea Rosevell - - 5 de junho de 2018 | - 2:44 - - Home » - - Sem Comentários

Bombeiros promovem Seminário São João Seguro

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) realiza nesta quarta-feira (06), das 8h às 12h, no auditório do quartel central de Aracaju/SE, o I Seminário São João Seguro. Com o objetivo de discutir medidas de segurança contra incêndio e pânico envolvendo fogos de artifício, o evento reunirá gestores municipais e proprietários de barracas de fogos. A iniciativa faz parte das ações preventivas da corporação, conscientizando os profissionais que atuam na comercialização e na definição das áreas de instalação dos locais de venda sobre os riscos de uso e manipulação desses produtos.

Segundo o capitão BM Emerson Júnior, que será um dos palestrantes, foram convidados gestores de todos os municípios sergipanos e vendedores de fogos de artifício. “Nossa intenção é reduzir e prevenir acidentes. Dentre os assuntos, discutiremos o projeto de uma nova Instrução Técnica do CBMSE e a Instrução Normativa 001/2016 da DAT (Diretoria de Atividades Técnicas do CBMSE), que estabelece as condições necessárias de segurança contra incêndio e pânico para a instalação de barracas de fogos de artifícios em logradouros públicos e estabelecimentos particulares autorizados previamente pelas prefeituras municipais em Sergipe”, explica.

De acordo com a Instrução Normativa 001/2016, as barracas de vendas de fogos a varejo não podem ter área superior a 15 m² e só podem funcionar no período estipulado na respectiva licença fornecida pela prefeitura local. O estoque máximo permitido em cada barraca não pode ultrapassar 300 kg e há distâncias mínimas a serem respeitadas entre as áreas de venda e locais como residências, hospitais, casas de saúde, escolas, quartéis, estádios, mercados, casas de diversões, depósitos inflamáveis ou explosivos, prédios tombados e outros locais julgados impróprios pelo Corpo de Bombeiros.

Ainda conforme as normas, o sistema preventivo contra incêndio de cada barraca deve ser composto de aparelhos extintores de água e pó químico seco, devidamente sinalizados em local visível e de fácil acesso. Os bombeiros também não permitem a venda de fogos do tipo espada, buscapé, pitú nº 03, meio fogo, girândulas, rojões (diâmetro limitado a uma polegada e meia), bombas de alto teor explosivo com numeração superior a 20 e bombas de bréu. Os responsáveis pelas barracas de fogos deverão encaminhar à DAT a relação dos funcionários e providenciar o treinamento nível básico de brigada de incêndio.

Fonte:CBMSE

Deixe uma resposta