Informações do Post - - Andrea Rosevell - - 14 de abril de 2018 | - 10:06 - - Home » - - Sem Comentários

Aumento do número de policiais mortos revela crescimento da violência

Na última semana, Sergipe registrou a morte do terceiro policial militar em apenas quatro meses. O homicídio do capitão Oliveira bem como dos demais agentes da força de segurança corrobora com o estudo do
Fórum Brasileiro de Segurança Pública que destacou o crescimento da violência em Sergipe.

Há notadamente uma correlação entre o aumento do poder nas mãos dos criminosos com a vitimização de policiais, diz o especialista em segurança pública, professor Rafael Alcadipani.

Em sua coluna, no jornal “Estadão”, o professor explica que a precariedade real das condições de trabalho dos oficiais e as medidas insipientes de contenção da violência urbana, ou seja: o investimento insuficiente em Segurança é o principal fator para o crescimento desses índices.

Para o presidente da Associação dos Oficiais Militares de Sergipe (Assomise) tenente-coronel Adriano Reis, a morte de policiais e servidores da segurança bem como os casos de agressões que não resultam em homicídio em Sergipe, apontam para a necessidade de que o Governo do Estado seja mais enfático em suas ações e atue principalmente na prevenção e valorização da carreira do policial.
“O quadro de insegurança do nosso estado é muito preocupante! Falta mais efetividade no enfrentamento ao crime. Nós, policiais, estamos sempre reagindo, trabalhando com baixo efetivo, nos expondo, realizando serviços por fora para complementar o salário”, diz ele.
“Uma polícia desprotegida e desvalorizada dificilmente conseguirá proteger a sociedade e a si mesma”, conclui.

Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta